Como organizar uma sessão remota de cinema clássico com os amigos

 


O ano de 2021 começa com a
esperança e desejo do retorno à normalidade, da saída com os amigos, a volta da
atividade nas cidades, e para nós amantes do cinema, o retorno da experiência
real de ver um filme na tela grande. Mas enquanto tudo isso ainda não é possível, dá
para aliviar um pouco a saudade convidando alguns amigos para uma sessão de
cinema caseira.

             Assistir
um filme em uma sessão remota com os amigos é muito mais interessante que
simplesmente assistir sozinho para depois comentar: as reações em tempo real, a
antecipação de cada cena, o compartilhamento de informações. É uma experiência
muito valiosa, principalmente depois de um ano inteiro de distanciamento
social.

             E
com a ajuda da tecnologia, podemos criar uma sessão remota de cinema em tempo
real, e ainda por cima, reassistir alguns clássicos atemporais que mais do que
nunca devem ser assistidos. Ou, para quem está começando a embarcar na sétima
arte, assistir pela primeira vez na companhia de amigos. Então prepare seu
estoque de pipoca, convide a turma, e vamos às dicas.

 

Preparando a sessão

      


     Para
criar uma “sala de cinema” em casa, você só precisa de três itens: um navegador
estável como o Google Chrome com a extensão Teleparty (antiga Netflix Party),
uma conta ativa da Netflix, e uma
VPN
com servidores estrangeiros para desbloquear o conteúdo da versão internacional
da Netflix (além de estabilizar a qualidade do vídeo do host da chamada).

             A
extensão Teleparty permite que uma pessoa compartilhe o conteúdo de vídeo de
sua tela em tempo real com os amigos, que poderão assistir enquanto comentam
por voz ou texto, ou seja, todos interagem simultaneamente e assistem o
conteúdo de forma sincronizada – se alguém precisar pausar, o vídeo pausa para
todos, sem risco de spoilers.

             
a VPN permite que alguns filmes clássicos (muitos que listamos neste post)
possam ser acessados mesmo por usuários brasileiros. Não é necessário pagar por
outra conta da Netflix, já que o conteúdo existe no site, ele apenas fica
restrito no Brasil por problemas de licenciamento. Se fingirmos estar em outra
localização ele aparece imediatamente, inclusive com legendas.

 

Os clássicos que não
podem faltar

             Embora
essa técnica possa ser usada em qualquer serviço de streaming, e com qualquer
conteúdo, até mesmo os filmes mais novos da Disney Plus, nossa recomendação é
aproveitar o momento justamente para criar uma sessão “clássica” que ressalta
obras do cinema que não podem deixar de ser vistas. Por isso, vamos às dicas:

 

The Godfather (O
Poderoso Chefão 1972)

Sinopse: “Connie, a
filha de Don Corleone, está se casando. Como um senhor feudal, ele recebe os
cumprimentos e promessas de lealdade dos parentes e clientes. Os outros filhos
estão presentes: o sangue quente Sony, o mais velho que irá substituí-lo, e
Fredo, que não se adequa aos negócios da família. O preferido é o mais novo,
Michael, que voltou como herói da II Guerra Mundial e não tem nenhum
envolvimento com a máfia. Porém, devido à incapacidade do pai, se vê forçado a
assumir a liderança da família, contrariando o que o pai queria para seu
futuro.” Netflix: Brasil.

             O
Poderoso Chefão
, de Francis Ford Coppola, quase dispensa explicações. Um dos filmes
mais influentes de seu tempo, e parafraseado até hoje, retrata com perfeição
cinematográfica a máfia italiana característica do período, e a complexa rede
de influências que controla suas ações.
 
O papel de Don Vito Corleone foi tão excepcional que mereceu o Oscar,
que curiosamente
foi recusado pelo ator Marlon Brando.

Pulp Fiction (1994)

Sinopse: “Vincent Vega e Jules Winnfield são dois assassinos
profissionais que trabalham fazendo cobranças para Marsellus Wallace, um
poderoso gângster. Vega é forçado a sair com a garota do chefe, temendo passar
dos limites; enquanto isso, o pugilista Butch Coolidge se mete em apuros por
ganhar a luta que deveria perder.

  
          
Com
elenco de peso (Samuel L. Jackson, John Travolta, Bruce Willis) e direção de
Quentin Tarantino, Pulp Fiction é um caso de “clássico instantâneo” que precisa
ser assistido por qualquer fã do cinema. Consistentemente aclamado pela
crítica, fácil de assistir novamente, e extremamente cativante, o filme é
adorado e já
despertou diversas teorias em seus 20 anos de
lançamento.
Netflix: Canadá.

 

Cinema Paradiso
(1988)

Sinopse: “Nos anos que antecederam a chegada da televisão em uma
pequena cidade da Sicília, o garoto Toto ficou hipnotizado pelo cinema local e
iniciou uma amizade com Alfredo, projecionista que se irritava com certa
facilidade, mas tinha um enorme coração. Todos estes acontecimentos chegam em
forma de lembrança quando Toto, agora um um cineasta de sucesso, recebe a
notícia de que Alfredo faleceu.”

             Uma
obra de arte do cinema, sobre cinema, para amantes do cinema. Além da trama
emocionante, a direção excepcional, e a história comovente, o filme ressoa com
amantes do cinema de todas as gerações, e mostra um período fundamental da
história dessa arte. Um clássico indispensável.
Netflix: Japão.

  

          

  Gostou das dicas?
A sessão de cinema, mesmo que remota, é uma chance incrível de matar a saudade
de amigos e familiares e, ao mesmo tempo, saciar a vontade pelo cinema, e obras
clássicas é o que não falta: se essa lista não foi o suficiente, relembre o clássico De Volta para o Futuro que completa
35 anos
.

Siga os passos, aproveite e depois diga o que achou. Participe!

Deixe uma resposta