66ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE CANNES 2013

66ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE CANNES
2013

Começando hoje o tão esperado “Festival
De Cinema De Cannes”, praticamente o único festival de grandes proporções, que
reúne dos nomes mais influentes do Cinema aos mais independentes e que estão
começando agora.  Neste ano temos como o
presidente do júri o gênio Steven Spielberg que fará as considerações sobre a
seleção oficial ao lado de grandes nomes tais como: os atores Christoph Waltz e
Nicole Kidman, o diretor Ang Lee, a diretora Lynne Ramsay, o diretor romeno
Christian Mungiu, a atriz indiana Vidya Balan, a diretora japonesa  Naomi Kawase e o ator francês Daniel Auteil.
Será um edição viva, com nomes tão premiados e tão conhecidos do grande
público. A maioria, principalmente dos diretores, são vencedores da palma de
ouro de Cannes.
A sessão de abertura do festival
acontece hoje em grande estilo com a première do novo filme do controverso cineasta
Baz Luhrmann, que apresenta sua refilmagem bélica e moderna de “O GRANDE GATSBY”.
O diretor traz para Cannes seu elenco cheio de estrelas, Leonardo DiCaprio,
Tobey Maguire, Carey Mulligan e Isla Fisher. O curioso é que seu filme será
também julgado por uma atriz que já trabalhou num de seus melhores filmes,
talvez o melhor de todos, a belíssima Nicole Kidman, atriz principal de “MOULIN
ROUGE”. A expectativa é grande.

Dos grandes diretores que compõem
esse ano a seleção do festival estão muitos “filhos de Cannes” e dos seus filmes concorrentes desta edição muitos, inclusive, estarão na próxima cerimônia de entrega do Oscar, isso sem sombra de
dúvida. Os irmãos Ethan Coen e Joel Coen (de “ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ”) estão
presentes com “INSIDE LLEWYN DAVIS”; o diretor Nicolas Winding Refn (de “DRIVE”)
volta com o aguardado “ONLY GOD FORGIVES”; o veterano Roman Polanski (de “DEUS
DA CARNIFICINA”) está presente com “LA VÉNUS À LA FOURRURE”; dos nomes
propriamente ditos estrangeiros e consagrados temos as presenças do japonês Hirokazu
Kore-Eda (de “DARE MO SHIRANAINOBODY KNOWS”) com “SOSHITE CHICHI NI NARULIKE
FATHER, LIKE SON”; do iraniano, um dos últimos vencedores do Oscar, Asghar
Farhadi ( de “JODAEIYE NADER AZ SIMINA SEPARATIONA SEPARAÇÃO”) com “LE PASSÉ”THE
PAST”; do italiano Paolo Sorrentino (de “IL DIVO”) com “LA GRANDE BELLEZZA”; do
francês Francois Ozon (de “POTICHEESPOSA TROFÉU”) com “JEUNE ET JOLIE”. Mas
esses são só alguns dos nomes.

Temos abaixo para os cinéfilos se deliciarem a seleção oficial. Durante a semana faremos boletins diários e comentaremos também sobre a mostra paralela “Un Certain Regard”, tão importante quanto a principal. Acompanhem e apreciem.
Em Competição
Un Château en Italie, Valeria
Bruni-Tedeschi
Inside Llewyn Davis, Ethan Coen e Joel Coen
Michael Kohlhaas, Arnaud Despallières
Jimmy P. (Psychotherapy of a Plains Indian),
Arnaud Desplechin
Heli, Amat Escalante
Le Passé (The Past), Asghar Farhadi
The Immigrant, James Gray
Grigris, Mahamat-Saleh Haroun
Tian Zhu Ding (A Touch Of Sin), Jia Zhangke
Soshite Chichi Ni Naru (Like Father, Like Son),
Hirokazu Kore-eda
La Vie D’adЀle, Abdellatif Kechiche
Wara No Tate (Shield Of Straw), Takashi Miike
Jeune et Jolie, François Ozon
Nebraska, Alexander Payne
La Vénus à la Fourrure, Roman Polanski
Behind the Candelabra, Steven Soderbergh
La Grande Bellezza (The Great Beauty), Paolo
Sorrentino
Borgman, Alex Van Warmerdam
Only God Forgives, Nicolas Winding Refn
Only Lovers Left Alive, Jim Jarmusch


Deixe uma resposta