Crítica: What We Do In The Shadows – 2ª Temporada (2020, de Jemaine Clement)

Após um excelente início para o reboot/ontinuação seriada de O Que Fazemos Nas Sombras (2014, de Taika Waititi e Jemaine Clement), a FX nos presenteia novamente com a segunda temporada do show, ainda mais afiado e hilário. Eu, que estava duvidoso com a renovação e pensando que iria encontrar uma repetição temática, fui enganadíssimo. Trabalhando Leia mais… »

Crítica: Euphoria – F*ck Anyone Who’s Not A Sea Blob (2021, de Sam Levinson)

Após o primeiro ano de Euphoria, é cada vez mais evidente que o brilhantismo da série reside na maneira como trata seus dramas e dilemas sem nenhum tipo de romantização ou banalização dos temas que se propõe a trabalhar. É a partir da profundidade e complexidade de cada personagem – em sua maioria adolescentes – que Leia mais… »

Crítica: Another Round (Druk, 2020, de Thomas Vinterberg)

É fato que cada escolha individual reverbera, de maneira consciente ou não, positiva ou negativamente, no mundo coletivo. Vícios, atitudes, maneiras de pensar e de espalhar conhecimento são sim, responsabilidade social, e cada pequeno detalhe faz parte de um ser coletivo chamado sociedade. É com isso em mente que Thomas Vinterberg, prolífico cineasta dinamarquês, olha Leia mais… »

Crítica: O Som do Silêncio (2020, de Darius Marder)

É difícil encontrar, dentro do audiovisual, uma representação fidedigna e honesta de pessoas com deficiência. Dessa forma, a seguinte afirmação se faz mais do que verdadeira: a falta de representatividade e entendimento das condições dessas pessoas são não apenas um tabu como também uma urgência que necessita de mudança. É com esse propósito em mente Leia mais… »

Crítica: Babenco, Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou (2019, de Bárbara Paz)

Assim como revela Babenco em um de seus depoimentos, eu também, quando pequeno, queria passar dias inteiros lendo livros. Isso porque, dentro da minha cabeça, a fruição narrativa era o que criava meu propósito de existência, e me fazia sonhar com vidas que não vivi. Não é à toa que o diretor, dotado de uma Leia mais… »

Crítica: Yes, God, Yes (2020, de Karen Maine)

Trabalhando na esquemática retórica de “perversidade” versus religião, Yes, God, Yes é o primeiro longa da diretora e roteirista Karen Maine, a qual já devemos ficar de olho nos próximos trabalhos. Isso porque a cineasta consegue com maestria trazer para o debate dogmas e crenças que até hoje são polêmicos, dogmas esses que devem sim Leia mais… »

Crítica: Black Is King (2020, de Beyoncé Knowles e outros)

Causando furor na internet, Beyoncé, uma das artistas pop com maior visibilidade a nível mundial, lançou na sexta feira, 31 de julho, o seu mais novo longa: Black Is King. De cara, o filme levantou interessantíssimos debates acerca do seu conteúdo declaradamente antirracista, bandeira que a cantora fez questão de levantar em seus últimos trabalhos, Leia mais… »

A Equipe Comenta: Palm Springs (2020, de Mark Barbakow)

Chegando ao streaming do Hulu durante a pandemia do COVID-19, Palm Springs se revelou como uma grande surpresa para a crítica, e muitos já o consideram um dos melhores longas do ano, além de, claro, ser um entretenimento otimista considerando as atuais circunstâncias, o que gerou um grande boca a boca. E já que nada Leia mais… »

Crítica: Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre (2020, de Eliza Hittman)

Muito além das chamadas “histórias universais” de amor, heroísmo e luta, o cinema olha também, primordialmente no setor underground, para estudos de caso, nos quais temos um indivíduo específico, dentro de uma classe ou diferente fator social, sendo analisado a todo momento. Essas histórias, muitas vezes com viés realista e tom documental, conseguem ter o Leia mais… »

Crítica: Killing Eve – Terceira Temporada (2020, de Suzanne Heathcote)

Criada por Phoebe Waller-Bridge, Killing Eve estourou em 2018 trazendo mistério, humor ácido e um grau de cinismo que encantou a audiência da tv americana. Mais do que isso, a série trouxe para guiar sua narrativa, personagens mulheres fascinantes, na pele de um elenco memorável. A obra, no entanto, demonstrou ser, desde o início, de Leia mais… »